-->

20 setembro, 2006

Fim de mais um dia

E enfim, aqui estou de consciência,
na fila do fim de mais um dia,
entre as cornetas da impaciência
e os batuques de melancolia...

Nesta estrada tão fria, vê-se a vida....
uns agarram-se a ela como a um lugar;
uns outros aguardam nela uma saída
enquanto se debatem, procurando amar...

Soa mais um aviso; "Erraste, vilão!
Roubaste-me uns segundos de tristeza!
Preciso tanto de alguém que me estenda a mão...
mas só insiro no mundo uma raiva acesa!..."

Ai... aqui estou eu de consciência...
no coágulo do fim de mais um dia,
entre os gritos impacientes por clemência
e os batuques de uma fome
de alegria...



Rui Diniz

2 Comments:

Anonymous Anónimo disse...

Fantástica..
os teus textos estão enriquecendo cada vez mais a minha vida, também profissional rss.
Alana Araújo.

setembro 24, 2006 10:50 da tarde  
Blogger Poesia Portuguesa disse...

Excelente!
"...entre as cornetas da impaciência
e os batuques de melancolia..."

Hoje o Poesia faz um ano. Um ano inteiro dedicado à Poesia de autores de Blogues, em que tu és também participante.
Por isso o meu obrigada e o meu abraço ;)

setembro 25, 2006 12:12 da tarde  

Enviar um comentário

Atalhos para este post:

Criar uma hiperligação

<< Home