-->

10 abril, 2007

Caixa de Comprimidos

Ouça a minha declamação deste poema aqui: Caixa de Comprimidos

Tenho uma caixa de comprimidos na mão;
devo tomá-los?
Ou talvez não?

Se bastar o momento para conseguir,
talvez assim...
eu de facto me deixe ir.
Não faço cá falta;
fica cá toda essa malta
por aí...
inexistente...
a sorrir... ...

Que casa vazia esta!
A que o meu corpo habita
e o corpo
que a minha alma infesta!
Não é preciso mais drama...
Só uma cadela aquece esta cama
e traz ternura à mesma mão
que segura a caixa profana...

Não vos quero dar mais neste momento,
nem jamais me converter!...
sirvo-me agora de um lamento
e já só me falta morrer...
Que morte lenta e penosa
vivo por entre os anos!
Como pode minha marca ser saudosa
se meus pensamentos são insanos?!
Tenho mil demónios contidos!!
UMA LEGIÃO!!!!...

...e uma caixa de comprimidos;
devo tomá-los?
Ou talvez não?


Rui Diniz

5 Comments:

Blogger Isabel disse...

De que são os comprimidos?
Quantos são?

Se forem vitaminas sim toma todas.
Dar-te-ão força para caminhar os caminhos da vida de peito aberto, cabeça levantada, deixando um rasto de lágrimas fazendo lama do pó da estrada, e quem sabe ainda te dão força para sorrir.

Se forem vitaminas pensando bem não tomes que nunca ouvi falar de poeta vitaminado.

Se forem vitaminas afinal toma, fazem bem e porque não há-de estar bem um poeta?

Se forem calmantes, antidepressivos etc e tal ou seja medicação mortal...
olha toma na mesma... certifica-te que são muitos porque se não forem suficientes a dor será maior e para mais não servirá que para encharcar o lençol.

Se forem calmantes, antidepressivos etc e tal ou seja medicação mortal...

Olha afinal não tomes, que seria do mundo sem os poetas como tu?

Olha escreve, escreve, escreve ainda que com a caixa de comprimidos na mão...
aquilo de que é feito um poeta vem da alma do coração
Que importa se os demónios contidos são mil ou uma legião.

Olha, escreve, escreve e a escrever à vida diz sim tanto que sim como que não.

Isabel

abril 11, 2007 3:21 da tarde  
Blogger sofialisboa disse...

não sei que comprimidos falas, se são apenas para o corpo ou para manteres a mente sã...se é para te fazer sentir melhor, acho que sim, toma lá esses comprimidos e fica de mente limpa, cheia de lindas palavras para aqui deixar... sofialisboa

abril 12, 2007 1:45 da tarde  
Anonymous Luís Gaspar disse...

Uma declamação em cheio, meu.
Texto difícil, ideia ainda mais mas safaste-te em beleza.
Bravo!
Luís Gaspar

abril 12, 2007 9:09 da tarde  
Anonymous Anónimo disse...

Veja como é a fida, uma montanha russa afinal.
Logo ali mais embaixo você dizia que é preciso saber viver, interpretei isso como uma mensagem de que devemos viver a vida intensamente e exatamente aqui, dois textos depois vem você flando de morte`?
Ótimo, provou aqui que a felicidade não é eterna e a felicidade também não.:)
beijo Laiza

abril 16, 2007 10:54 da tarde  
Blogger Debaixo do Bulcão disse...

Ó Rui Diniz, francamente!...

Vê lá mas é se apareces mais vezes no Sabor & Art.
E se os comprimidos forem iguais aos que toma o Dr. House, traz uns para mim!

Vitorino

abril 17, 2007 10:44 da manhã  

Enviar um comentário

Atalhos para este post:

Criar uma hiperligação

<< Home