-->

27 setembro, 2006

A Luiz Gaspar

Hoje é dia de Lugar aos Outros #20. Dia adequado para homenagear o trabalho do Luiz Gaspar!



Como te sentes meu amigo,
sabendo que por tua Voz passam os Sonhos da gente
que investe a ilusão da vida no papel e virtual?
Que transportas pelas nuvens de uma escuta
os vislumbres divinos que dão luz a quem não a sente
por moldar as palavras nessa tua dedicação floral?

Como te sentes meu amigo,
sabendo que mudaste a vida de tantos que nem sabes,
que mudaste o patamar de direito à aspiração?
Ascendes muitos, nobre amigo,
àquele reino que só em cada humano, sem entraves,
se atinge sem dores uma pura libertação.

Como te sentes meu amigo,
saboreando o pão que sabe a pão e a ginja raposina,
partilhando a sensação de que nada cai mal?
A tua toca é um refúgio
dos que na sua vida por sentido, sorte ou por sina
têm de fugir à aprisionante engrenagem social...

...

Ah... mas falando por mim,
sou um honrado e um sortudo!
Fiz-te de um sonho meu, convidado
e tu chegaste
e deste tudo!


Rui Diniz

2 Comments:

Blogger Menina_marota disse...

Fiquei sem palavras!

"..." Ah... mas falando por mim,
sou um honrado e um sortudo!
Fiz-te de um sonho meu, convidado
e tu chegaste
e deste tudo!..."

Eu também, por me darem o prazer de partilharem comigo momentos de tão alto valor.
Obrigada a ambos.

Um abraço especial ao Luís neste seu 20º. Lugar aos Outros.

setembro 28, 2006 9:41 da manhã  
Blogger Poesia Portuguesa disse...

A "marota" já disse o que eu gostaria de ter dito em 1º. lugar, mas ela é assim, às vezes ultrapassa-me...

Este é um daqueles momentos que se saboreia e partilha, porque não tem comentário possível.
Porque a partilha tem sempre uma excelência que nos toca e que provoca verdadeiras obras primas. Esta é um exemplo.

Um abraço a ambos e ao Luís em especial, por nós lhe merecermos tantos afectos.

setembro 28, 2006 9:45 da manhã  

Enviar um comentário

Atalhos para este post:

Criar uma hiperligação

<< Home